Propaganda Cabeçalho

terça-feira, 31 de julho de 2012

Cadeado para sorvete

Quem nunca comprou um sorvete, foi tomar e não tinha quase nada? Comigo acontece com muita frequência! hahahaha
Mas seus problemas acabaram! A sorveteria Ben & Jerry’s lançou um cadeado com senha para colocar no seu sorvete. Demais!!!


segunda-feira, 30 de julho de 2012

domingo, 29 de julho de 2012

Cervejas Escuras

Fala galera do Gordices, este é mais um especial de cervejas deste blog. Pra quem não está lembrado, até porque fazem quase 80 dias da última postagem, esta é uma série de postagens periódicas (ainda falta definir a frequência) sobre uma das paixões nacionais, a famosa cerveja (clique aqui para ver o post anterior).
O post de hoje é dedicado às cervejas escuras. Se você é uma daquelas pessoas que pensa que cerveja preta é coisa de mulher, esqueça. Se você também é daqueles que acha que cerveja escura é igual Malzbier, também esqueça (e morra também, por favor). E se você pensa que cerveja preta é igual a cerveja escura, pode ir mudando de ideia. Dito isso, hoje daremos mais quatro sugestões de cervejas que podem ser encontradas em lojas de bebidas importadas, em algum Pão de Açúcar ou num pub decente mais próximo. Então deixe de gastar dinheiro toda semana no bar da faculdade tomando Antactica Sub Zero porque é mais barato e comece a gastar os seus trocados tomando cerveja de verdade!

Hofbräu Dunkel – Tipo Munich Dunkel
País de origem: Alemanha
Álcool (%): 5,5% ABV
Copo: Caneca ou Caldereta

 

Esta cerveja é uma das mais antigas do mundo. No passado, antes de existirem as técnicas que deixam as cervejas claras e douradas, todas as cervejas eram escuras. Esse tipo de cerveja leva esse nome porque é originário de Munique e é escura (Dunkel é escuro em alemão), mas não é preta. O processo de fabricação é o mesmo que todas as Lagers, ou seja, sua fermentação é feita a frio. A Hofbräu Dunkel é uma cerveja muito refrescante, dá pra tomar várias dela sem ficar estufado. O gosto de malte tostado é perceptível. Enfim, é uma cerveja muito boa para começar a tomar as verdadeiras cervejas de cor escura.

Köstritzer – Tipo Schwazbier (Cerveja Preta)
País de origem: Alemanha
Álcool (%): 4,8% ABV
Copo: Taça


Cerveja de quase 500 anos de idade. Esta sim, uma representante das cervejas pretas. Portanto, precisa ser preta e não apenas escura para se enquadrar no estilo. É uma cerveja suave, com aromas que lembram café e chocolate. Os maltes torrados também estão presentes. No entanto, de uma vez por todas, não é uma cerveja doce.  Não há amargor e é muito refrescante. Não é a melhor representante do estilo, mas á a mais tradicional. Vale muito à pena experimentar.

 Paulaner Salvator – Tipo Doppelbock
País de origem: Alemanha
Álcool (%): 7,9% ABV
Copo: Tulipa ou Cilíndrico


Aqui temos uma representante de cerveja Bock. São cervejas mais fortes, com sabores complexos de malte. Tradicionalmente é um tipo de cerveja escura, mas atualmente existem cervejas claras deste tipo também. A escolhida para sugestão foi a representante da Paulaner, cervejaria famosíssima mundialmente, lá do sul da Alemanha. É bem encorpada, amarga e o álcool é nítido. Dizem que é a melhor Paulaner, mas só provando todas pra saber, coisa que eu ainda não fiz. Tome duas e saia falando groselha por aí.

Guinness Draught – Tipo Dry Stout
País de origem: Irlanda
Álcool (%): 4,1% ABV
Copo: Pint


 Deixei a minha preferida de todas essas pro final. Aí está, a famosa Guinness, apreciada em pubs ao redor do mundo inteiro, desde mil novecentos e bolinha. Pertence ao estilo Stout, completamente diferente daquela imagem de cerveja preta que é docinha. Só tomando uma Guinness pra saber a diferença dela pras outras cervejas escuras. Há quem odeie, mas esta pessoa certamente não tem acesso garantido no céu no dia 21 de dezembro de 2012. A cerveja Stout é feita com alta fermentação, tem baixa carbonatação (pouco gás), tem toques de chocolate e café, a espuma que faz no copo é um espetáculo a parte, sua cor é de dar água na boca e é seca e leve no paladar. Vale à pena tomar um monte, se a grana permitir. Dica importante: não tome a versão em latinha, vá num pub e tome a de pressão, direto da torneirinha pro copo.  Ame-a ou deixe-a, se você for louco.

Malzbier? Sinto informar, mas esse tipo de cerveja só é consumido no Brasil, do jeito que conhecemos. Foi feita, como todas as cervejas, pra se adequar ao paladar brasileiro. Na Alemanha, existem Malzbier, mas que tem 0,5 ou 1,0% de álcool, e quase nem se enquadram no que chamamos de cerveja. Então caro amigo, deixe de lado essa porcaria e mande sua namorada tomar cerveja de verdade quando ela falar: “Ai amor, cerveja você sabe que eu num gosto, mas eu tomo uma Malzbier geladinha”.
Estão aí todas as dicas, agora mãos à obra.
Tchau e até semana/mês/ano que vem. 





sexta-feira, 27 de julho de 2012

Jarra estilosa


Gostei muito desta jarra, que tem uma abertura diferente para a passagem do liquído.
A criação é da designer Matilda Sundenringner, que tem em seu portifólio outros produtos bacanas também.
 

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Iogurte Kit Kat

Como se eu já não ficasse salivando só de pensar no Sorvete Kit Kat, vem aí mais um lançamento para nos deixar com mais raiva!
Combinação de iogurte de baunilha e Kit Kat em bolinhas.
Mais uma vez, vamos torcer para essa delicia chegar aqui no Brasil.

 

 

terça-feira, 24 de julho de 2012

Colher que esquenta seu café

Existem várias maneiras de se deliciar um cafezinho, mas nada como um café puro e quentinho.
O designer Jung Eun Park pensando nisso criou uma colher que além de deixar seu café quente, ela ainda mantém a temperatura.
Pode ser usado, também, em sopas, chocolate quente e muito mais.


O que acontece com os alimentos no microondas?


 

terça-feira, 17 de julho de 2012

Sorvete de cerveja


The Brewer’s Cow, é uma sorveteria que elabora seus sorvetes à base de cervejas famosas.
O sabor é uma mistura do doce, com o próprio sabor da cerveja escolhida. Infelizmente não há álcool, pois ele evapora durante o processo de fabricação.


Aprenda a fazer o Big Mac na sua casa


Nossa, fiquei com água na boca.
Assim que eu tentar, falo pra você como ficou!

Comida grátis, só que não

Mediante a um desafio, a marca de salgadinhos Delites, fornece comida grátis através de uma máquina. 
Confira o vídeo. 




Coca Cola em saquinho


quinta-feira, 12 de julho de 2012

Qual a sua ética de consumo?

O projeto ROC-United tem como objetivo, melhorar as condições de trabalho para as pessoas que trabalham em restaurantes.
Mesmo sendo uma área forte na economia do país, devido a falta de organização e conhecimento, os trabalhadores ainda estão vulneráveis no que se trata de exploração do trabalho.
A ROC-United virou, hoje, o veículo de comunicação principal para cuidar de questões que vão desdo direito ao salário mínimo, até a falta de cuidados de saúde.
Confira o vídeo da campanha que será lançada em 2013.



Como tirar a pele do tomate


Porque no Mc Donald's os lanches das fotos são maiores que os que compramos?

Uma consumidora mandou essa mesma pergunta para a própria rede de fast food e eles não só responderam, como mandaram um vídeo para desvendar o mito.


Via.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Johnnie Pepper

Steakhouse famosa no Rio de Janeiro, que chegou em São Paulo em 2010.
Johnnie Pepper, especializado no corte de carnes especiais, apresenta um ambiente agradável e atendimento bom.
Seu cardápio lembra bastante o do Outback , mas ainda precisa trabalhar um pouco pra chegar no nível do concorrente. 
Começamos com uma saladinha.


 
Caesar Salad: a tradicional caesar salad. 

 
House Salad: salada de alface americana e romana coberta com mix de queijos, tomates picados, croutons temperados e anéis de cebola empanados com molho honey moustard. 

As saladas estavam ótimas e a  porção é bem generosa.
De prato principal, claro, pedimos a costelinha de porco, lá conhecida como Baby back ribs.

 
Baby back ribs e Backd potato: a lendária costelinha de porco especial lentamente defumada, assada regada ao molho barbecue e finalizada no grill. (R$ 46) 

Costelinha macia e a batata super suculenta, estava uma delícia! O preço do prato já está incluso a salada e o acompanhamento, que no caso foi a backd potato.
De sobremesa pedimos o carro chefe da casa, Avalanche! 

 
Avalanche: sundae gigante de creme, coberto com chantilly, servido numa taça coberta com calda de chocolate quente e castanha. (R$ 23)

Esse foi o melhor prato, sem dúvidas nenhuma. E a imagem dispensa qualquer tipo de comentário! 
Gostei bastante do lugar e não tive nada do que reclamar (que milagre!). 
Infelizmente, ou não, o Outback ainda não conseguiu ser superado. Mas apesar disso, acho que vale a pena a visita sim! 


Johnnie Pepper
Rua Dr. Mário Ferraz, 528 
Itaim Bibi - São Paulo

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Mercado Municipal de São Paulo


E dessa vez eu fui em um dos templos da culinária brasileira, o famoso Mercadão.

São aromas, cheiros e cores distribuídos em 12 mil metros quadrados. 
Seja para ver, comprar ou comer, o lugar oferece de tudo. Para todos os tipos de gostos e bolsos.
Mas além de conhecer, o motivo da ida foi para provar o famoso sanduíche de mortadela.
Como já tinha ouvido muito bem do estabelecimento, o restaurante escolhido para provas as iguarias foi o Hocca Bar
Eu queria comer no mezanino, que fica no segundo andar e tem mesas para você aproveitar melhor. 
Mas quando cheguei e me deparei com aquela fila de quase 20 pessoas, percebi que não tinha sido só eu que tinha tido essa ideia.  
Descobrimos que a lanchonete, no térreo, é a mesma coisa. A única diferença é que você come no balcão, o que eu não achei problema algum.
Estava cheio, mas não demorou nem 10 minutos e eu já estava comendo. Maravilha!
Vamos logo a melhor parte.

Belíssima: Mortadela fatiada, queijo derretido, tomate seco e orégano (R$15) 

 
Antigão: Pernil em generosas lascas, queijo provolone derretido e molho a moda antiga (R$ 15).

Camarão Rei: Camarões graúdos temperados e seleta de queijos (R$15).

200g de mortadela, vai encara?
Achei uma delícia, mas vem mortadela demais. Confesso, chega uma hora que você não aguenta mais. 
O sanduíche de pernil surpreendeu. Estava esperando algo seco e sem gosto (como sou otimista), mas muito pelo contrario. Nota 10!
O pastel é realmente de camarão, se é que vocês me entendem. Massa leve, crocante e bem sequinha. Foi o meu preferido!
O restaurante ainda oferece um molho de pimenta especial feito por eles mesmo. 
Só que precisa ser bem macho pra encarar. É muito³ picante, mesmo! haha


Ele é oferecido para quem vai comer, mas também pode ser comprado. São dois tamanhos, 50ml e 450ml. Vale experimentar!
O mercadão em si, é sensacional! Super recomendo a visita. 

Mercado Municipal de São Paulo
Rua da cantareira, n° 306 - Próximo à Rua 25 de março e ao Metrô São Bento.
Horário: Segunda à sábado, das 06H às 18h; domingos e feriados, das 06h às 16h.

Loja Mezanino (Box 5), Rua G (box 7) e Rua G (Box 21) 
Tel: 11 3327-6938
Horário de atendimento: segunda a sábado, das 7h30 às 18h; domingo e feriados, das 7h30 às 16h.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Petit Gateau

O que você vai precisar?

1 pacote de mistura para bolo tipo petit gateau
2/3 de xícara de chá de leite integral (160 ml)
3 colheres de sopa de margarina
1 ovo
Basta seguir o modo de preparo que fica na embalagem é mega fácil.


Misturar os ingredientes e levar ao forno por 8 minutos. Mas o tempo acho que varia muito de forno pra forno.
Primeira tentativa. Não desista, você vai conseguir! hahaha


Segunda tentativa. Sucesso!!!!!!




Frango à parmegiana

No final de semana eu resolvi aprimorar meus dotes culinários e fiz um almoço diliça no sábado.
Vai aí a receita para vocês se deliciarem também! =)

Ingredientes:
4 filés de frango
1 kg de tomate tipo italiano
1/2 de cebola
2 dente de alho
1 limão
Sal
1 pacote de farinha de rosca
200g de queijo tipo mussarela
1 folha de louro
1 ovo

Modo de Preparo:
Pegue os filés de frango e coloque-os em uma vasilha. Tempere-os com limão, sal a gosto e uma cabeça de alho picadinha, reservar.
Enquanto os filés estão curtindo o tempero, vamos fazer o molho.
Cozinhe os tomates por aproximadamente 15 minutos. Tire as cascas e coloque no liquidificador junto com a 1/2 cebola picada, uma cabeça de alho e sal a gosto. Bata até virar um creme.
Batido o molho, despeje em uma panela em fogo meio e acrescente a folha de louro. Prove se está bom de sal e prontinho, o molho está pronto!
Pegue os filés passe no ovo e na farinha de rosca. Frite-os e coloque em uma assadeira, ou refratário.
Coloque uma colher de molho e duas fatias do queijo em cima dos filés já fritos. Despeje o molho e leve ao forno baixo por 10 minutos para derreter o queijo. Sirva em seguida.


Modéstia à parte, ficou uma delícia!
Para acompanhar eu fiz legumes na manteiga (não esquecer de colocar sal! hahaha) e um arroz branco.
E se você não sabe fazer arroz, as meninas do Cozinha pra 1 tem uma receita super simples e rápida que vocês vão adorar!



Imperdível!